Skip to content

FREI BETO: DILMA E A FÉ CRISTÃ

12 de outubro de 2010

Subject: FREI BETO: DILMA E A FÉ CRISTÃ

Caros amigos, segue abaixo o texto escrito por Frei Beto e publicado na Folha de São Paulo ontem (10.10.2010), em que ele testemunha a formação cristã de Dilma Rousseff. Nós que prezamos pelo respeito e pela ética na vida e na política devemos, por medida de justiça, repassá-lo para todos os nossos contatos na internet.

Penso ser nosso dever cívico contribuir para corrigir a injustiça que estão cometendo nestas eleições. Se o grupo político de Serra quer governar o país, que convençam o povo através do debate propositivo, sério e respeitoso. Têm eles todo o direito de criticar o Governo Lula, Dilma e o PT naquilo que entenderem. Mas estão usando expedientes dos mais baixos, sórdidos e repugnantes, que são as calúnias, as difamações, veiculadas da forma mais covarde que pode existir, que é sem olhar no olho da vítima e sem assumir publicamente tal postura. Isso é um atentado à democracia.

Lula já sofreu muito com essas boatarias. Diziam que ele iria cortar a aposentadoria dos idosos (hoje um aposentado ganha R$ 510,00), que iria derrubar as igrejas, mudar a cor da bandeira nacional, tomar as terras do pequenos agricultores (hoje o homem do campo têm o Luz para Todos, a Agricultura Familiar, o PRONAF, e mais de um milhão de cisternas foram construídas na zona rural).

Temos que reagir e contribuir para o realinhamento do debate democrático, para que o(a) melhor vença sem que o processo seja maculado por calúnias, difamações e acusações sem provas. E com todo o respeito por quem pensar diferente de mim: DILMA E O PROJETO DO GOVERNO LULA É SEM DÚVIDA MELHOR PARA O BRASIL.

Pelo Brasil que queremos, a responsabiliade é também, e muito, nossa.

Erli Bandeira – PT Pombal/PB
_______________________
Frei Beto: Dilma e a fé cristã
Da Folha de São Paulo: 10 de Outubro de 2010
Por Frei Beto
Em tudo o que Dilma realizou, falou ou escreveu, jamais se encontrará
uma única linha contrária aos princípios do Evangelho e da fé cristã

Conheço Dilma Rousseff desde criança. Éramos vizinhos na rua Major
Lopes, em Belo Horizonte.

Ela e Thereza, minha irmã, foram amigas de adolescência. Anos depois, nos encontramos no presídio Tiradentes, em São Paulo. Ex-aluna de colégio religioso, dirigido por freiras de Sion, Dilma, no cárcere, participava de orações e comentários do Evangelho. Nada tinha de “marxista ateia”.

Nossos torturadores, sim, praticava m o ateísmo militante ao profanar, com violência, os templos vivos de Deus: as vítimas levadas ao pau-de-arara, ao choque elétrico, ao afogamento e à morte.

Em 2003, deu-se meu terceiro encontro com Dilma, em Brasília, nos dois  anos em que participei do governo Lula. De nossa amizade, posso assegurar que não passa de campanha difamatória – diria, terrorista – acusar Dilma Rousseff de “abortista” ou contrária aos princípios evangélicos.

Se um ou outro bispo critica Dilma, há que se lembrar que, por ser bispo, ninguém é dono da verdade. Nem tem o direito de julgar o foro íntimo do próximo.
Dilma, como Lula, é pessoa de fé cristã, formada na Igreja Católica. Na linha do que recomenda Jesus, ela e Lula não saem por aí propalando, como fariseus, suas convicções religiosas. Preferem  comprovar, por suas atitudes, que “a árvore se conhece pelos frutos”, como acentua o Evangelho.

É na coerência de suas ações, na ética de procedimentos políticos e na dedicação ao povo brasileiro que políticos como Dilma e Lula testemunham a fé que abraçam.

Sobre Lula, desde as greves do ABC, espalharam horrores: se eleito, tomaria as mansões do Morumbi, em São Paulo; expropriaria fazendas e sítios produtivos; implantaria o socialismo por decreto…
Passados quase oito anos, o que vemos? Um Brasil mais justo, com menos miséria e mais distribuição de renda, sem criminalizar movimentos sociais ou privatizar o patrim�?nio público, respeitado internacionalmente.

Até o segundo turno, nichos da oposição ao governo Lula haverão de ecoar boataria e mentiras. Mas não podem alterar a essência de uma pessoa. Em tudo o que Dilma realizou, falou ou escreveu, jamais se encontrará uma única linha contrária ao conteúdo da fé cristã e aos princípios do Evangelho.

Certa vez indagaram a Jesus quem haveria de se salvar. Ele não respondeu que seriam aqueles que vivem batendo no peito e proclamando o nome de Deus. Nem os que vão à missa ou ao culto todos os domingos. Nem quem se julga dono da doutrina cristã e se arvora em juiz de seus semelhantes.

A resposta de Jesus surpreendeu: “Eu tive fome e me d estes de comer; tive sede e me destes de beber; estive enfermo e me visitastes; oprimido, e me libertastes…” (Mateus 25, 31-46). Jesus se colocou no lugar dos mais pobres e frisou que a salvação está ao alcance de quem, por amor, busca saciar a fome dos miseráveis, não se omite diante das opressões, procura assegurar a todos vida digna e feliz. Isso o governo Lula tem feito, segundo a opinião de 77% da população brasileira, como demonstram as pesquisas. Com certeza, Dilma, se eleita presidente, prosseguirá na mesma direção.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: